Arquivo mensais:abril 2015

Conheça o parecer do IPPUR/UFRJ sobre a situação

Aqui você pode ter acesso ao parecer consolidado que IPPUR/UFRJ (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional) desenvolveu em cima dos estudos encomendados pelo shopping. Ainda mais motivos para continuar a luta contra essa desproporcional construção.

ESTUDO PRELIMINAR DO PROJETO DE COMPLEXO MULTIATIVIDAES DA ABL SHOPPING EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. PARA A ÁREA CENTRAL DE DUQUE DE CAXIAS /RJ

Para ler on line, basta clicar; para baixar, basta clicar com o botão direito e escolher a opção Salvar Link Como.

 

Trecho inicial:

Tão logo veio ao conhecimento público o projeto de complexo multiatividades da ABL Shopping Empreendimentos e Participações S.A., com shopping center, torres de escritórios e apart-hotel para a área central de Duque de Caxias, vinte entidades civis uniram-se em torno do FORAS – Fórum de Oposição e Resistência ao Shopping – com o desiderato de promover a discussão crítica do projeto, tendo em vista a perspectiva de graves impactos urbanísticos, sociais, ambientais e de vizinhança.

Motivada pelo FORAS, a Direção do IPPUR/UFRJ requereu a um grupo de profissionais dessa universidade a emissão de parecer sobre o caso, explorando criticamente potenciais impactos de vizinhança do empreendimento.

Os dados disponibilizados por FORAS foram: o estudo de impacto de vizinhança e os estudos de impacto viário realizados por CCY Consultoria de Engenharia Ltda. e por M2a Engenharia e Consultoria.

Apresenta-se, pois, neste trabalho, com foco na análise de impactos viários e na dispersão atmosférica, a análise crítica dos estudos disponibilizados pelo FORAS ao IPPUR para, ao final, estimarem-se os impactos na qualidade de circulação e na qualidade do ar.

Conclui-se existirem indícios suficientes de impactos urbanísticos que impediriam o administrador público, motivado pela precaução, de aprovar o projeto enquanto não definidas as medidas mitigadoras e demonstrada sua eficácia, devendo também ser calculados os custos a serem arcados pelo empreendedor, sob pena de, sem efetiva mitigação de impactos, não se poder considerar ter a propriedade e a cidade cumprido sua função socioambiental.

 

Parecer do IPURR UFRJ contra ABL Shopping - Duque de Caxias